Assim caminha a humanidade: com calçados!

Olá, deixei este blog por um bom tempo. Fiquei fora do ar por momentos de tristeza,falta de ideias, sem vontade de escrever. Depois, o trabalho finalmente chegou. Mas veio a ocupação de verdade e o cansaço, que me deixou mais tempo distante do blog. Agora trabalho como auxiliar administrativo com e-commerce numa loja de calçados. Trabalho com a parte virtual da loja (redes sociais, loja virtual, fotografias de produtos para publicidade e sistema), além das tarefas administrativas. Bom, deu para perceber que estou bem atarefada. E adorando minhas novas tarefas!

Sapatos, muitos sapatos!

Sapatos, muitos sapatos!

Agora que percebi a importância de um sapato! Um pouquinho de proteção nas caminhadas do dia-a-dia. Colocar os pés no gramado é muito bom. Mas encarar buracos; poças d’ água, entre outras substâncias líquidas; objetos perfurantes e afiados, espinhos de plantas; estradas de diferentes tipos; não dá! Não conseguimos andar por tudo sem calçados. E esses diferentes obstáculos é que nos fazem procurar variados modelos sempre. De acordo com o seu físico, estilo, clima: momento. 

Tamanho 35, couro bovino, 5.500 anos

Tamanho 35, couro bovino, 5.500 anos

Um artigo tão necessário (embora alguns digam que é futil pela loucura que algumas peruas fazem para adquirir grandes quantidades de pares), mas sua indústria parece um tanto desprezada pela economia e o governo. Todo dia temos notícia de fábricas de calçados que fecham suas portas. A justificativa é de que o nosso sapato não vende mais no exterior. Sinto-me descalça com essa notícia, como se no Brasil ninguém usasse sapato. A verdade é que que o preço não é competitivo nem aqui e nem lá fora, os impostos é que acabam com a indústria e o comércio dessa área. Logo o que deveria incentivar, só atrapalha.

Bom, agora, só vejo sapatos na minha frente. Mas neles também vejo história, moda, arte, cotidiano, jornalismo,economia, cultura, geografia, estatística,contabilidade(matemática), idiomas.  Aprendi que com calçados podemos ver como caminha a humanidade!

Anúncios

Boas Velhas

Bom, fiquei um tempão (tempão mesmo) sem escrever no blog. Um pouco, pelas minhas ocupações; outro pouco, pelo meu desânimo. Desânimo pela escassez de oportunidades.

Você aprende, aprende e sempre tem o que aprender. É da vida, já sei. Nós somos como anti-vírus de computador, todo dia temos que nos atualizar. Mas o mercado de trabalho quer um profissional pronto, ou pior, um estagiário pronto. Quer um aprendiz que já sabe tudo, esquizofrênico!Até recebi um email de uma pessoa do RH de uma empresa dizendo que não tinha vaga na sua enorme empresa, e que com o currículo que eu tenho eu nunca (descreveu meu destino) vou conseguir emprego uma empresa grande, e depois me deu algumas dicas de cursos(tá essa parte tudo bem).

As instituições públicas, responsáveis pela educação, cada dia mais irresponsáveis. Estudei, estudei e não passei nos concursos. E fui chamada de burra por isso. A forma que foram organizadas os concursos, isso ninguém deu bola. Sem falar da lambança dos contratos, alunos deixados de lado,etc. 

E a saúde, entre altos e baixos, pelo menos agora está tudo bem. Tratamentos frustrados que quase botaram minha saúde a perder. E decidi: vou me arriscar, cuidar de mim, sem perder aquilo que eu tenho de bom. 

Nada do que eu planejei foi dentro do esperado. Mas descobri e redescobri gostos, habilidades, pessoas.Se passei por tudo isso pra ter o que ru ganhei a pouco, valeu a pena.Desejo a todos um 2013 com boas novas e boas velhas a todos,pois o que é bom devemos tentar  conquistar e preservar!Imagem

Colorido Real e Digital

Oi! Quanto tempo não escrevo, de novo!

Nesse tempo algumas coisas diferentes aconteceram, e uma nova alternativa profissional surgiu. Estou fazendo curso de webdesign. Sim! Depois de perceber que adoro ficar perto da arte, resolvi entrar nela, ainda que de forma digital.

Sempre gostei de ver um mundo de forma mais colorida. Mas também quero “viver” de um jeito mais colorido ( Não falo  de opção sexual. Afinal, por que o arco-íris agora é de propriedade dos homossexuais, hein?) Adoro  serviço.Gosto de viver trabalhando, mas não gostaria de morrer trabalhando.

Aos poucos, farei mais modificações neste blog, sem deixar de comentar os assuntos dentro e fora do momento. Consequência do novo colorido real e digital que toma conta da minha vida.

Um abraço!

 

Dentro da Pasta

Imagem

Fiquei um tempão sem escrever. Pudera, estou na luta, outra vez, com a minha pasta na mão(veja meu texto antigo do blog sobre isso: https://blogdanielasimoes.wordpress.com/2010/05/30/pasta-na-mao/). As coisas não deram certo como eu esperava, mas nem por isso perdi a esperança. Sigo com minha “pastinha”, ainda colorida apesar de desgastada. 

O conteúdo da minha pasta é variado. Não sou a pessoa mais trabalhadora do mundo, porém ela não é vazia de experiências de trabalho. Minha carteira de trabalho está novinha, pois sempre encontrei o mais inusitado: lugares diferentes da habitual “firma”, horários malucos, colegas com hábitos e culturas diferentes. E em nenhum lugar trabalhei sem vontade, apenas por obrigação, digo com orgulho.

Sem contar as emoções que vivi, muitos desenhos de corações dos amigos e conhecidos que fiz onde passei. Se isso não enche meu currículo, pelo menos me enche de bons sentimentos. Quer conhecer o conteúdo da minha pasta? Abra!

Imagem

O Caminhoneiro Voltou!

Leia:

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/03/termina-greve-dos-caminhoneiros-em-sao-paulo-mas-ainda-falta-combustivel.html

Nós, humanos, somos um “bando de sem vergonha”. Muitas vezes, só valorizamos as coisas quando elas nos fazem falta. Vejam o caso dos caminhoneiros, por exemplo. Acusados de todos os problemas da sociedade brasileira, mas essenciais para o desenvolvimento do país.

Buracos nas estradas: tem autoridade que ainda se atreve a colocar a culpa nos caminhões; que prejudicam a pista, causam congestionamento, acidentes. Ora, se sabem que circulam veículos de grande carga, então por que não fazem obras decentes nas estradas? Alguns prefeitos tem a cara-de-pau de proibir a circulação de caminhões no centro do município pelo “bem da população” e  bom fluxo da cidade.Tudo bem que não dá para colocar certos caminhões para circular em ruas no tamanho de um beco, ou em viadutos de pouca altura por exemplo. Mas com proibições exageradas,prejudica -se o fluxo de produção e comércio da cidade. Lojas, mercados, bares, restaurantes, até hospitais e escolas necessitam de caminhões para transportar todo o tipo de coisa. A falta de combustíveis em São Paulo se deu pela falta de transporte. O povo só sentiu na hora de abastecer a gasolina.

Ah, caminhoneiros baderneiros! Oh! Agora, qualquer um que reclama do seu salário ou das suas condições de trabalho é marginal, notaram? Mas a greve parou tudo! Sim. Só que se observarmos bem, estamos num país de dias parados: falta mão-de-obra qualificada (educação); falta de atendimento nos postos de saúde e hospitais; cadeias lotadas e muitos bandidos soltos; obras que demoram séculos para serem concluídas; tecnologia lenta; desempregados sem chance porque os grandes empreendedores querem super-heróis (voluntários)  empregados nas suas empresas, ou melhor, desejam ganhar muito, e apostar e pagar pouco. Tudo isso, sem greve. Imagine a confusão quando há greve?

A greve dos caminhoneiros em São Paulo terminou, mas há um movimento da categoria para que haja uma paralização nacional. Para que não aconteça, vamos tratar o caminhoneiro com mais carinho e amor. Como diz a Sula Miranda numa música, depois dessa greve, “traz uma carga de saudade na chegada” !

Útil como sempre e belo como nunca!

Imagem

Atualmente, usar óculos não é mais coisa feia. Celebridades ou anônimos, ricos ou pobres, jovens ou idosos, intelectuais ou vagabundos, não importa. É mais que moda: acessório bonito que podemos usar. Joias, cintos e chapéus não estão mais sozinhos.
Há uma variedade de tipos, estilos e cores (de armação ou lente). É só escolher o modelo perfeito. A utilização dele ultrapassou todos os limites de nacionalidade, culturas, grupos sociais, gênero. Isso porque serve para proteção, para enfeite, para eliminar ou amenizar uma deficiência. Não é mais algo para se usar apenas na escola ou no trabalho. Numa festa ou lazer também fazem sucesso! Não é apenas sinal de seriedade, mas também objeto para a comédia. e diversão. O cinema em 3D não existiria sem eles.

Os óculos escuros, antes chamados como “de praia”, são úteis no cotidiano para fugir do sol ou qualquer outra iluminação. Colocar óculos de grau não é sinal de velhice, pelo contrário. Os mais ousados e versáteis usam como forma de mostrar personalidade. Coisa de gente moderna e despojada!
Se precisar, podemos usá-los sem vergonha. Nem supérfluo, e nem exclusivo; mas sim, necessário. Essencial para a vida. Agora, tentar ver o mundo de forma diferente é bonito, feio é fingir que enxerga a verdade.

Obs.: Este texto fiz para o site http://www.worldofeditors.com/.

Tome um Cálice

Ultimamente ando com muito medo. Principalmente, de abrir a boca. Não só pelo o que eu como, mas também pelo o que eu falo.

Digo uma frase, entendem outra. Meus diálogos mais parecem letra de “axé music anos 90” de tanto duplo sentido. Bom, eu gosto de perguntar. As perguntas me dão mais certeza que as respostas. Alguns interpretam minhas perguntas como insegurança minha: pelo contrário, sinto-me mais segura quando questiono. Mania de buscar contexto para tudo…

Diante de tanta confusão sobre as coisas que falei; minha doutora, além de pedir dezenas de exames, receitou-me tomar bastante líquido. Isso mesmo, não deixar de tomar um cálice. Limpa a garganta, hidrata o corpo. Já decidi! Ficarei de repouso, quietinha, tomando cálice! Até a voz, o organismo, o espírito e a compreensão voltarem ao normal.