Propostas Nacionais

propostas

Olá!

Antes do texto, informo a vocês que não estou mais no trabalho que contei no último texto. Mas não se preocupem: não vou largar o blog por isso. Dentro do possível continuarei escrevendo. Fiquei triste, mas já estou melhor.Só escrevo agora porque ainda estou digerindo tudo o que aconteceu neste último mês, tanto na minha vida quanto na vida dos brasileiros…

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Purpurina dá brilho, mas não esconde um objeto; pelo contrário, faz ele aparecer ainda mais. Organizaram vários eventos culturais mundiais no Brasil com o intuito de desviar dinheiro público. E as grandes estruturas desses eventos (estádios, estradas, obras em geral) mostraram que nosso país não é pobre, não, é riquíssimo. E através dessa observação que o gigante acordou: não é falta de verba, é a corrupção e a falta de boas administrações!

O povo saiu para protestar, convocado pelas redes sociais.Primeiramente, os estudantes que pediram queda no preço da passagem de ônibus. Sim, porque uma das maiores promessas dos políticos para 2014 era o de proporcionar transportes de primeiro mundo à população. E tudo o que conseguimos foi o aumento no preço da passagem e diminuição de frota dos ônibus. As autoridades, a polícia e a imprensa no início não entenderam tamanha rebeldia (aliás, parece não entender até agora).Achavam que se tratava de mais uma greve sindical qualquer. Coisa de quem não tem o que fazer. Trataram -todos- os manifestantes como bandidos. Depois, perceberam o desabafo do povo.De tanto que o pessoal reclamou, começaram a separar a mutidão em: manifestantes e vândalos.

Depois, a resposta do governo. Silêncio,Copa das Confederações. Então, ouvimos gritos ainda maiores. Com o mundo olhando o país, os protestos só aumentaram. E os desejos também. Saúde, educação, melhor salário mínimo, não à PEC  37, não à Cura Gay, enfim, tudo.Vivemos uma espécie de Ano-Novo, com muitos “pulos de ondinhas”, união e pedidos. Até os mais inusitados: governo militar(como em 64, acredite!), eliminação total dos partidos políticos, fechamento do Congresso Nacional. Então, notou se o problema da “falta de foco” e as reclamações: não foi um movimento organizado, não há líderes, os bandidos que aproveitam pra cometerem crimes durante os protestos.

As autoridades saíram do estado de inércia: reuniões entre os governos e administrações. Baixaram os preços das passagens, mas não conforme o desejo das multidões. O governo federal propôs planos de transporte e político, além de um plebiscito para reforma política do país. E as manifestações continuam, pois o futuro prometido ainda não aconteceu.

Agora eu pergunto, o que queremos para o Brasil?  Falam tanto em plesbiscito ou referendo (a tal da diferença entre o charme e o funk). E o Orçamento Participativo (Consulta Popular ou outros nomes)? Praticado, inicialmente em Porto Alegre, e depois noutras cidades e até no Estado do RS. A população local (bairro,ccidade,região) sugere como o governo deve aplicar a verba, quais obras são mais importantes, principais projetos. É bem verdade que para dar certo, é necessário que o governo cumpra com aquilo que o povo sugeriu(o que não é realizado em muitos lugares). Mas já que a Dilma não sabe o que perguntar (não sabe o que fazer,não sabe nada), então deverá ouvir a população por completo. Deixar nas mãos do povo, de verdade.

Soluções para a reforma do Beira-Rio

Situação da Copa de 2014 em Porto Alegre neste momento:

http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2012/02/28/prefeito-de-porto-alegre-da-prazo-para-beira-rio-e-ameaca-apoiar-arena-do-gremio.htm

Como diz a música ” Não está sendo fácil”, as negociações entre a Andrade Gutierrez e o Internacional estão péssimas. Tanto,  que a reforma do estádio Beira-Rio (que está cotado para ser sede da Copa do Mundo de 2014)está neste estado:

Beira-Rio: eternamente em obras

O grupo de construção Andrade Gutierrez alega que há dificuldade nas parcerias para as obras, principalmente com o Banrisul que não liberou empréstimo para tal. Com isso, o contrato com o Inter ainda não foi assinado apesar da aprovação do clube. A reforma está paralisada há quase um ano por esse motivo.

Para resolvermos esse problema, não adianta procurar “um parceiro que precisa de mais parceiras para fazer, funcionar e concluir” (Andrade Gutierrez é o nome de um marido de alguém?). O negócio é apelar. Governos, bancos e empresas avarentas não salvam. As possíveis soluções são estas.

Caldeirão do Huck - Lar Doce Lar - Luciano Huck

Esse programa possui uma enorme audiência, então apoio popular é o que não vai faltar. As reformas são realizadas por um dos melhores arquitetos do país (melhor e mais jovem, já que o Niemayer não quis participar). Só tem um problema: para ganhar a reforma, a família tem que realizar uma prova antes, ou seja, pagar um baita mico! O apresentador chega completamente disfarçado, exceto seu nariz (visita surpresa igualzinha a visita do ministro). O time do Inter terá que treinar bastante para receber o Luciano Huck, sem esquecer de chorar no ombro dele na hora de ler a cartinha que mandarem para a produção (escolham o mais chorão do time).

Programa do Gugu - Sonhar Mais um Sonho - Gugu Liberato

O programa do Gugu  possui boa verba para a obra. Tanto, que as obras costumam ficar muito bonitas e úteis, sem excesssivas sofisticações. Não tem a “lenga-lenga” de prova, mas sim as demoradas exibições dos pedreiros e das férias dos donos da casa: jogadores do colorado no spa, técnico Dorival Jr. arrumando a dentadura no dentista. Só que a reforma será maior, pois o Gugu prefere derrubar a casa inteira com o trator. Com certeza, o estádio será completamente demolido. Mas depois de embrulhado como um presente, o Beira-Rio ficará pronto e a inauguração será com transmissão ao vivo.

Domingo Legal - Construindo um Sonho - Celso Portiolli

Quase idêntico ao programa anterior, com a diferença que o apresentador é mais brincalhão e reparador (vai comentar sobre as rachaduras, dos tijolos aos pedaços, dos ferros retorcidos…). Celso Portiolli também usará um disfarce. Como  se trata de um estádio de futebol vai se fantasiar de cambista para ficar mais convincente, afinal, ele  começou a carreira fazendo pegadinha no Sílvio Santos. A reforma do estádio será rápida, mas a transmissão da inauguração ficará para o domingo posterior, para dar mais audiência.

Programa da Gente - Banco dos Sonhos ou Dia de Princesa - Netinho de Paula

E a mais nova e modesta alternativa, o plebeu-príncipe Netinho de Paula. Não entraremos com a discussão se ele bateu ou não na esposa, pois esse tipo de conversa infelizmente é comum até mesmo  nas rodas de conversa da Arena do Grêmio. O importante é que ele dará um “Dia de Princesa” para os colorados. Ou seja: drama, passeios, visual novo, dinheiro na poupança, casa nova e churrasco no final! é preciso escolher o jogador mais humilde ou barraqueiro do time. Ele contará todo o drama da reforma do estádio, e falará de algum desafeto com algum colega ou dirigente.O presidente do clube conversará também após um abraço bem apertado no Netinho. Depois, passeio de limusine até o parque da Redenção com direito a chimarrão; compras no Shopping  Praia de Belas, e sessão de escova no Salão de Beleza. Na surdina, o apresentador tentará ou reformar o Beira-Rio ou comprar a Arena prontinha para o Inter. Convidará o desafeto do “jogador-princesa” para fazer as pazes na festa do final do programa. O time ganhará muitos presentes e será recebido no estádio novinho! assim, vale a pena ser princesa!

Qual a melhor alternativa? Opine. Se for colorado, mande uma carta ou email para um desses programas. Quem sabe nosso sonho será realizado!

Beira-Rio na Copa de 2014