Boas Velhas

Bom, fiquei um tempão (tempão mesmo) sem escrever no blog. Um pouco, pelas minhas ocupações; outro pouco, pelo meu desânimo. Desânimo pela escassez de oportunidades.

Você aprende, aprende e sempre tem o que aprender. É da vida, já sei. Nós somos como anti-vírus de computador, todo dia temos que nos atualizar. Mas o mercado de trabalho quer um profissional pronto, ou pior, um estagiário pronto. Quer um aprendiz que já sabe tudo, esquizofrênico!Até recebi um email de uma pessoa do RH de uma empresa dizendo que não tinha vaga na sua enorme empresa, e que com o currículo que eu tenho eu nunca (descreveu meu destino) vou conseguir emprego uma empresa grande, e depois me deu algumas dicas de cursos(tá essa parte tudo bem).

As instituições públicas, responsáveis pela educação, cada dia mais irresponsáveis. Estudei, estudei e não passei nos concursos. E fui chamada de burra por isso. A forma que foram organizadas os concursos, isso ninguém deu bola. Sem falar da lambança dos contratos, alunos deixados de lado,etc. 

E a saúde, entre altos e baixos, pelo menos agora está tudo bem. Tratamentos frustrados que quase botaram minha saúde a perder. E decidi: vou me arriscar, cuidar de mim, sem perder aquilo que eu tenho de bom. 

Nada do que eu planejei foi dentro do esperado. Mas descobri e redescobri gostos, habilidades, pessoas.Se passei por tudo isso pra ter o que ru ganhei a pouco, valeu a pena.Desejo a todos um 2013 com boas novas e boas velhas a todos,pois o que é bom devemos tentar  conquistar e preservar!Imagem

Anúncios

Manual de boas maneiras literárias!

Curtiu ou Não Curtiu?

Livros.Curtiu ou Não Curtiu?

1)Leia o livro;
2)Pense sobre o que leu. O que achou da história? Ações e pensamentos dos narradores e personagens. Mensagens possíveis da obra;
3)Faça uma crítica sobre a obra, sua opinião a respeito;
4) Se gostou, indique o livro para os amigos e conhecidos. Se não gostou, não queime, rasgue ou jogue fora. Guarde-o, para depois provar para os amigos que o livro é ruim pra caramba mesmo;
5)Procure ler outros livros tão bons ou melhores que o último de leu. Não se limite, dê mais chance aos bons momentos.

Novela: Concurso do Magistério do RS (mais um capítulo)

Vi na RBS justificarem  os 90% de reprovação pela queda na qualidade da educação. É, realmente!
Os alunos do Ensino Básico não têm boa educação.
Os alunos do Ensino Superior (professores) não têm ou tiveram boa educação.
Os que elaboraram as questões da prova objetiva não tiveram boa educação.
Os que elaboraram este concurso  não tiveram boa educação.
As autoridades que organizam a educação no Estado não tiveram boa educação.
Será que somos uma nação de jumentos? E agora?
Imagem,T

Piso do Magistério no RS

Percebam a diferença:

Entrevista.Assunto: o futuro das crianças!

Da violência?

Das drogas?

Da destruição do meio ambiente (aquecimento global, poluição, desmatamento)  ?

Do desemprego, do futuro da educação e do mercado de trabalho?

Da fome e miséria?

Não!

Ilustrações: Daniela Simões

Um País Sem Professores

A última greve durou tanto, que o governo decidiu demitir todos os professores das escolas. Uma verdadeira revolução na educação. A escola passou a ser um lugar para comer merenda, mexer no computador, jogar bola e ler livros se quiser. Aulas, somente à distância. Ótimo, acabou a era do giz.  O alunos agora aprendem com o mundo. Mas os problemas na área da educação continuaram…

Como nem todas as crianças e adolescentes possuiam computadores e internet nas suas casas, os governos foram obrigados a colocar mais computadores nas escolas, transformando-as em laboratórios de informática. Só que , como todo governo ruim, muitos ficaram dias e meses sem acesso à internet devido à falta de manutenção de PC e outros problemas de software ou hardware. Os alunos tiveram que aprender a mexer no computador sozinhos ou com a ajuda dos colegas mais velhos, pois não havia nenhum professor de informática disponível devido às demissões de todos os professores. Alguns preferiram acessar às aulas sem sair de casa. A lan house também foi uma opção nos casos de problemas dos laboratórios.

A maioria on line, mais questionamentos. No início as aulas em EAD eram com professores profissionais. Mas muitos desses professores foram para o exterior:beleza, foram estudar mais. Só que não conheciam mais o cotidiano dos alunos: quando digitavam suas gírias, eram incompreendidos. Enquantos os alunos falavam sobre sua realidade brasileira, seus mestres vistuais falavam sobre a realidade europeía. Por um lado era uma boa troca cultural, por outro uma menor compreensão de seu mundo interno. Aprender a contar o dinheiro de seu próprio país, saber escrever o português correto com pessoas que não lembram mais sua língua materna, estudar a história local dos alunos passar a ser lições de casa dificílimas.

O corpo docente desmpregado que permaneceu no país sofreu um bocado. Muitos entraram em depressão, acreditem. Logo os professores, que enlouqueciam pela proximidade com os alunos rebeldes; e agora, enlouqueceram pela distância dos alunos. No final, encaixaram-se noutras profissões. A internet, a mídia em geral, se transformou numa ferramenta de educação.  Muitos jovens passaram a se perguntar: o que buscar no Google? O que devo aprender e como aprender para seguir a profissão desejada?

Qual o futuro dessa história? Você decide, não só o final da história, como o início e o meio também.

“Bulling” na Escola “Brasil”

Uma briga feia aconteceu na minha escola, a Escola Brasil. Para os alunos,foi o acontecimento do ano, mas para a direção da escola, não houve nada!

Uma turma relizava um trabalho de matemática, valendo nota (bastante). Entrevistar diferentes alunos de diferentes séries, idades, estilos e perguntar se eles ganham mesada e, se ganham, quanto ganham. Um aluno dessa turma perguntou ao líder da última turma da escola. Pois acredita que o cara se ofendeu? Pegou o gravador do outro e ameaçou bater nele se ele contasse para a professora.

Mesmo assim, ele falou com a professora e a direção. A professora perguntou sobre o fato, e ele disse que sofreu “bulling” porque foi humilhado por ter vergonha de falar da mesada que ganha. E ficou  por isso mesmo. Todo esse rebuliço por causa de um trabalho de matemática. Estudar não é fácil.

E o trabalho de recuperação da minha turma é mais difícil. Ainda bem que eu tirei nota boa e não preciso fazer. Até o dia 30/04, a turma tem que entregar um trabalho individual contando tudo o que cada um fez no ano de 2010. Tem que ter no mínimo 12 folhas(texto), explicar tudo por mês . Pode colocar foto e desenho em anexo. Ah, e se não pode faltar introdução, conclusão e bibliografia, senão a professora desconta nota!