Um País Sem Professores

A última greve durou tanto, que o governo decidiu demitir todos os professores das escolas. Uma verdadeira revolução na educação. A escola passou a ser um lugar para comer merenda, mexer no computador, jogar bola e ler livros se quiser. Aulas, somente à distância. Ótimo, acabou a era do giz.  O alunos agora aprendem com o mundo. Mas os problemas na área da educação continuaram…

Como nem todas as crianças e adolescentes possuiam computadores e internet nas suas casas, os governos foram obrigados a colocar mais computadores nas escolas, transformando-as em laboratórios de informática. Só que , como todo governo ruim, muitos ficaram dias e meses sem acesso à internet devido à falta de manutenção de PC e outros problemas de software ou hardware. Os alunos tiveram que aprender a mexer no computador sozinhos ou com a ajuda dos colegas mais velhos, pois não havia nenhum professor de informática disponível devido às demissões de todos os professores. Alguns preferiram acessar às aulas sem sair de casa. A lan house também foi uma opção nos casos de problemas dos laboratórios.

A maioria on line, mais questionamentos. No início as aulas em EAD eram com professores profissionais. Mas muitos desses professores foram para o exterior:beleza, foram estudar mais. Só que não conheciam mais o cotidiano dos alunos: quando digitavam suas gírias, eram incompreendidos. Enquantos os alunos falavam sobre sua realidade brasileira, seus mestres vistuais falavam sobre a realidade europeía. Por um lado era uma boa troca cultural, por outro uma menor compreensão de seu mundo interno. Aprender a contar o dinheiro de seu próprio país, saber escrever o português correto com pessoas que não lembram mais sua língua materna, estudar a história local dos alunos passar a ser lições de casa dificílimas.

O corpo docente desmpregado que permaneceu no país sofreu um bocado. Muitos entraram em depressão, acreditem. Logo os professores, que enlouqueciam pela proximidade com os alunos rebeldes; e agora, enlouqueceram pela distância dos alunos. No final, encaixaram-se noutras profissões. A internet, a mídia em geral, se transformou numa ferramenta de educação.  Muitos jovens passaram a se perguntar: o que buscar no Google? O que devo aprender e como aprender para seguir a profissão desejada?

Qual o futuro dessa história? Você decide, não só o final da história, como o início e o meio também.

Anúncios

Um pensamento sobre “Um País Sem Professores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s