Tome um Cálice

Ultimamente ando com muito medo. Principalmente, de abrir a boca. Não só pelo o que eu como, mas também pelo o que eu falo.

Digo uma frase, entendem outra. Meus diálogos mais parecem letra de “axé music anos 90” de tanto duplo sentido. Bom, eu gosto de perguntar. As perguntas me dão mais certeza que as respostas. Alguns interpretam minhas perguntas como insegurança minha: pelo contrário, sinto-me mais segura quando questiono. Mania de buscar contexto para tudo…

Diante de tanta confusão sobre as coisas que falei; minha doutora, além de pedir dezenas de exames, receitou-me tomar bastante líquido. Isso mesmo, não deixar de tomar um cálice. Limpa a garganta, hidrata o corpo. Já decidi! Ficarei de repouso, quietinha, tomando cálice! Até a voz, o organismo, o espírito e a compreensão voltarem ao normal.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Tome um Cálice

  1. Acho que um cálice é a medida certa,para mim vinho tinto,sinto-me generosa e disposta,algo a ver com comprtilhar.Amiga sinto-me privilegiada de aproveitar as respostas que são geradas por suas dúvidas.
    Obrigada,parabens.Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s