Quando as mágoas se transformam em sorrisos

O brasileiro sempre foi famoso por saber rir de si mesmo. Porém, notamos um crescente número de pessoas ofendida com  discursos, críticas e até com piadas. Quando o  objetivo delas é somente chamar atenção, ser o centro das atenções e humilhar o resto, a reclamação é válida. Mas temos que ter o cuidado de não julgar. As descrições podem ser interpretações, as críticas podem ser sugestões.

Quando rimos de alguma coisa, ou rimos do que  bom e legal; ou rimos do desagradável que é ou foi superado. Brigas, transtornos no trânsito, e até dores viram motivo de piada. Como? Através da reflexão: quando pensamos melhor no assunto, vemos as coisas com menos desespero e conseguimos enfrentar os obstáculos da vida a ponto de rir. Porém, cuidado: sorriso não é sinal de acomodação e de gosto do sofrimento. O sorriso é uma espécie de resposta às situações que procura amenizar o sofrimento. Eu posso não gostar de pagar muitos impostos, dizer que a quantidade delas é “maior que esperança de pobre”, dar uma risada do ditado popular mais sem graça da humanidade;  e nem por isso, deixar de lutar por menos impostos.

As pessoas andam com menos paciência e tolerância: não aceitam ideias estranhas, críticas, análises e nem mesmo uma descrição material de algo. O resultado disso é o aumento de processos judiciais em torno de bobagens que poderiam se resolver num simples acordo ou diálogo. O Collor e o seu vizinho é que faturam com as próprias mágoas ganhando polpudas indenizações. Rir de si mesmo não é aceitar ,mas sim, superar e vencer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s