No Que o Brasil Perde

O futuro está próximo!

Com essa situação temos duas  tendências: ou acomodar-se e se contentar em chegar em tal patamar ou desesperar-se e colocar a culpa em alguém.

Acredito que a melhor solução diante da perda não é nem a acomodação e nem o desespero. O melhor é ajudar. Cuidado: ajuda não é  o palpite furado de “tira fulano e bota o sicrano”. Falo de incentivo aos atletas do país.

De que adianta um time dos sonhos com reservas de terror? Ginásios e estágios enormes e modernos para jogos oficiais, e você não tem sequer um terreno baldio para o joguinho do fim de semana. Os atletas ainda se formam ao acaso. Não deveria ser assim. É ótimo ver que muitos esportistas brasileiros chegam longe nas competições; mas triste de ver o quanto são desprezados através da falta de patrocínio, alguns profissionais da equipe técnica ou médica que inventam formas de enlouquecer o atleta para um melhor rendimento, dirigentes que não se importam com o esporte que administram, e o povo que adora ver jogo na televisão mas detesta ver a gurizada jogar na frente de sua casa.

Derrota no placar, ainda dá para superar. Mas falta de jogos, jogadores profissionais e amadores, isso sim é derrota.

Anúncios

2 pensamentos sobre “No Que o Brasil Perde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s